Sob pressão, novo presidente da Petrobrás pode cair após apenas um mês no cargo

O presidente da Petrobrás, José Mauro Ferreira Coelho, homem de confiança do agora ex-ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque, está sob pressão e pode cair apenas um mês depois de assumir o cargo. A informação foi publicada nesta sexta-feira (13) pelo jornal O Estado de S.Paulo

Bento foi demitido após a Petrobrás ter aumentado o preço do óleo diesel em 8,87% nesta semana.Coelho é o terceiro presidente da Petrobrás no governo Bolsonaro.Os constantes aumentos nos preços de combustíveis e o desmonte na empresa têm levado petroleiros e caminhoneiros a se mobilizarem contra o governo. O coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP-CUT), Deyvid Bacelar, afirmou que Bolsonaro verá “a maior greve da história da categoria”, caso avance na intenção de privatizar a Petrobrás.O deputado federal Nereu Crispim (PSD-RS), presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas, criticou a “incompetência” de Bolsonaro. O presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), Wallace Landim, o Chorão, criticou a mudança de ministro na pasta de Minas e Energia – saiu Bento de Albuquerque para a entrada de Adolfo Sachsida. De acordo com o dirigente, Bolsonaro quer apenas “ganhar tempo”.

Fonte: brasil247.com.br

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Aloysio Nunes, do PSDB, declara apoio a Lula já no primeiro turno

sex maio 13 , 2022
Um dos principais nomes do PSDB, o ex-chanceler Aloysio Nunes Ferreira, declarou, nesta manhã apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já no primeiro turno. “O segundo turno já começou e eu não só voto no Lula como vou fazer campanha para ele no primeiro turno”, disse Aloysio Nunes à […]

Instale o Radiosnet em seu celular. Nova opção para ouvir nossa rádio