Após briga com Vitor Hugo, Walber Virgolino ataca imprensa e diz que críticas são de ‘pseudo jornalistas’ que recebem dinheiro de corrupção

Deputado estadual reagiu à repercussão por falar que resolveria desentendimento com o prefeito de Cabedelo “na bala”.

Walber Virgolino. (Foto: Walla Santos)

O deputado estadual Walber Virgolino (PL) comentou a polêmica que gerou na repercussão de sua fala ao provocar ontem (12) o prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo (União Brasil), a resolver um desentendimento “na bala”. Na tribuna da Assembleia Legislativa, o parlamentar havia relatado que o gestor o teria encontrado em um show em João Pessoa e, ao vê-lo, teria tentado o agredir. 

“Não levo para o lado pessoal, estou fazendo o que o mandato exige, não tenho medo de vocês, não irei trocar tapas, comigo eu resolvo de outro jeito. Vou oficiar o Ministério Público, pois se acontecer alguma tragédia não serei o culpado”, disse ontem.

Confira na íntegra a fala do deputado:

Nesta quarta-feira, o parlamentar afirmou que parte da imprensa paraibana que veiculou a notícia é paga com dinheiro público proveniente de desvios e escândalos em prefeituras e no Governo do Estado.

Segundo Walber, o ato de publicizar o caso tinha sido apenas para se defender, alegando que a sua fala foi recortada para tentarem ‘sensacionalizar’ em cima. Ele ainda classificou os críticos que cobraram dele uma outra postura de “pseudo jornalistas sem moral”.

“Ontem, eu fiz um pronunciamento nesta Casa de alerta, socorro e de providências. O deputado tem na tribuna o seu local de expressar seus pensamentos, angústias, clamores e defender a sociedade. Ontem, eu estava me defendendo, pedindo ajuda e me socorrendo à Casa. Logo após o meu discurso, vários sites, blogs, rádios e TVs repercutiram a minha fala. Uns narrando o que realmente o ocorreu, outros cortando trechos da minha fala e tentando sensacionalizar”, disse.

“Lendo blogs que me enviaram e escutando rádios, eu descobri que alguns radialistas e jornalistas querem dar lição de moral e passar para a sociedade uma postura que eles não têm. Quem recebeu dinheiro fruto de desvio, rachadinha, não têm direito nem moral de estarem criticando ninguém. São pseudo jornalistas que recebem dinheiro por fora de prefeitos e do governador”, acrescentou.

Fonte: clickpb.com.br

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Paraíba já aplicou mais de 8,5 milhões de doses de vacinas contra covid-19

qua abr 13 , 2022
A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico), em todo estado, é de 8%. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta quarta (13), 138 casos de Covid-19. Entre os casos confirmados neste boletim, 10 (7,25%) são moderados ou graves e 128 (92,75%) são leves. Agora, […]

Instale o Radiosnet em seu celular. Nova opção para ouvir nossa rádio