MPF recorre ao STF contra envio da ‘Xeque-mate’ para Justiça Eleitoral

O Ministério Público Federal (MPF) recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que enviou para a Justiça Eleitoral os processos relativos à operação ‘Xeque-mate’, que investigou um esquema de desvio de recursos públicos na Prefeitura e Câmara de Cabedelo.

O MPF ressalta que não há imputação de conduta ilícita eleitoral descrito na denúncia, nem possibilidade de adequação dos comportamentos aos moldes dos tipos penais descritos no Código Eleitoral, o que afasta a possibilidade de ser reconhecida a competência da justiça especializada.

O subprocurador-geral da República, Joaquim José de Barros, pede acolhimento do recursos extraordinário para que seja declarada a competência da Justiça Estadual para processar e julgar a ‘Xeque-mate’.

“Ainda que na descrição do injusto penal comum haja alusão ou referência a ambiente eleitoral ou a eleições ou a qualquer aspecto eleitoral, por si só, não significa que haja crime eleitoral, tampouco que exista conexão com delito eleitoral”, reforça o subprocurador-geral no recurso.

Fonte: maispb.com.br

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Se for preterido, rompe? Efraim responde ao Blog

seg mar 14 , 2022
O deputado Efraim Filho (União Brasil) amanheceu na sede do DEM entre prefeitos e aliados. Todos degustaram o prato do dia: a iminente definição da chapa do governador João Azevêdo (PSB) e o barulho da postagem do prefeito Vítor Hugo, de Cabedelo. O ciclo de conversas foi interrompido por uma […]

Instale o Radiosnet em seu celular. Nova opção para ouvir nossa rádio