Ex-reitor da UEPB topa indicação do PCdoB e vai disputar o Senado para “quebrar tradição oligárquica”

Rangel Júnior quer ser o ponto de uma extensa e sinuosa curva

O professor Rangel Júnior foi oficializado pelo seu partido, o PCdoB, na disputa pela única vaga de senador na Paraíba na eleição de 2022. A assessoria dele lançou nota em público ratificando o que já estava em análise e articulação interna.

No texto, Rangel diz que a candidatura tem como meta quebrar a tradição oligárquica na disputa ao Senado, que se repete ao logo de décadas na história política paraibana.

Também traz uma crítica central ao presidente Jair Bolsonaro e contextualiza para o cenário estadual:

“Na Paraíba, as forças conservadoras com nomes em disputa para o Senado da República caminham majoritariamente ao lado deste projeto negacionista, ditatorial e desequilibrado que impôs ao País um desastre econômico sem precedentes e um violento retrocesso político na democracia e no conjunto de direitos consagrados na Carta Magna de 1988, a Constituição Cidadã”.

Rangel Júnior foi reitor da Universidade Estadual da Paraíba. Natural de Juazeirinho, ele pretende ser um ponto fora da curva no debate da eleição ao Senado. Mesmo sabendo que a curva é sinuosa e extensa.

Confira a nota

Diante de uma séria análise dos cenários da atual conjuntura internacional, nacional e estadual, bem como compreendendo a necessidade de fortalecer a defesa de um projeto nacional de desenvolvimento, para enfrentar o retrocesso representado pelas forças de extrema-direita que assumiram a condução do Brasil, o PCdoB propõe ao povo brasileiro a união de amplas forças, tendo a democracia como bandeira central.

É importante entender que a ascensão de Bolsonaro ao poder não é um fato isolado. É a expressão brasileira de um fenômeno maior do crescimento de forças da ultradireita ao redor do mundo. Este fato se desenvolve em um complexo e intrincado quadro de transformações do cenário internacional, onde a crise do liberalismo e a questão nacional emergem com força. É neste sentido que se coloca o desafio de unir o povo em torno de um projeto para o País.

Na Paraíba, as forças conservadoras com nomes em disputa para o Senado da República caminham majoritariamente ao lado deste projeto negacionista, ditatorial e desequilibrado que impôs ao País um desastre econômico sem precedentes e um violento retrocesso político na democracia e no conjunto de direitos consagrados na Carta Magna de 1988, a Constituição Cidadã.

Com base nesta análise, o Partido Comunista do Brasil na Paraíba decide apresentar o nome do professor Rangel Junior, ex-reitor da UEPB, psicólogo, Doutor em Educação e docente universitário para compor a chapa majoritária junto à futura federação de partidos do campo popular, em apoio à candidatura do governador João Azevedo ao Governo da Paraíba.

O PCdoB tem a clareza dos gigantescos desafios que o Brasil enfrenta e quer fortalecer o campo popular e a representação de classe no Congresso Nacional, além de quebrar uma corrente oligárquica tradicionalista e conservadora que tem se repetido ao longo de décadas na representação do Senado Federal, a partir da Paraíba.

Rangel Junior é natural de Juazeirinho, na Paraíba, vive em Campina Grande há 42 anos, tem 59 anos de idade, é casado e pai de três filhos. É um intelectual destacado, um artista comprometido com a história do seu povo, um professor com mais de 36 anos dedicados à Educação, um sindicalista com trajetória irretocável e um gestor público competente e zeloso com o erário, sem máculas ou quaisquer contestações acerca de sua trajetória ilibada. É o nome do PCdoB da Paraíba para o Senado, para fortalecer o futuro governo Lula pelas mudanças que o país necessita. Colocamos o seu nome à disposição da Frente Ampla, construída em apoio a Lula Presidente e a João Azevedo, para somar esforços na reconstrução do Brasil.

Fonte: heroncid.maispb.com.br

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

João faz mudanças no comando da Secretaria-executiva de Saúde

qui mar 10 , 2022
O governador João Azevêdo (PSB) exonerou o médico Daniel Beltrammi da Secretaria Executiva de Gestão da Rede de Unidades de Saúde da Secretaria de Estado da Saúde. A mudança na pasta foi antecipada pelo Blog Heron Cid. Para o cargo antes ocupado por Beltrammi foi nomeado o médico Jhony Bezerra, que […]

Instale o Radiosnet em seu celular. Nova opção para ouvir nossa rádio