Veneziano diz respeitar saída de Raniery Paulino do MDB, mas estranha que deputado já estimulou candidatura própria do partido ao Governo da Paraíba

Veneziano contou que Raniery e Roberto Paulino instigaram em outros anos “para que o MDB nunca deixasse de estar participando de eleições majoritárias.”

Para Veneziano, Raniery teve uma “opção pessoal. Nós a respeitamos. Só estranho.” (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)

O senador Veneziano Vital do Rêgo disse que respeita a saída de Raniery Paulino do MDB, mas estranha que o deputado estadual já estimulou a candidatura própria do partido ao Governo da Paraíba. A declaração foi dada em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta quinta-feira (3).

Para Veneziano, Raniery teve uma “opção pessoal. Nós a respeitamos. Só estranho. Vocês sabem do meu respeito. Bem sabem todos, a partir do próprio secretário de João Azevêdo, ex-governador Roberto Paulino, e de Raniery, da postura que a comissão do MDB teve para com o mesmo. Dificilmente outra comissão, outro presidente teria”, pontuou, inicialmente, o senador ao Arapuan Verdade, conforme apurou o ClickPB.

Ainda segundo Veneziano, “eu disse e os demais outros presentes também confirmaram: ‘Raniery, se você desejar participar da campanha do MDB como candidato à reeleição ou candidato à Câmara Federal’. E apresentei as duas formações de chapas. Em determinado momento Raniery disse: ‘olha, é possível que eu não fique no MDB porque o MDB não está apresentando nomes.’ E eu o tranquilizei. Eu disse: ‘Raniery, nós fizemos um esforço e, não obstante, não ter havido sugestões de sua parte nem para a chapa proporcional à Assembleia Legislativa e nem para a chapa proporcional à Câmara Federal, nós o fizemos. Fica, cavalheiro, porque é mais que justo e defensável que nós lutemos pela sua reeleição à Assembleia, como também justo e interessante, você próprio me disse, que pode pensar numa candidatura à Câmara Federal. Aqui está uma oportunidade.”

Veneziano finalizou dizendo que “chama minha atenção não o fato de Roberto e de Raniery votarem em João. Fiquem a vontade. Chama minha atenção o fato de querer instigar dentro do MDB algo que não é compatível. Já não seria compatível quando a gente desconhece os fervorosos apelos de ambos para que o MDB nunca deixasse de estar participando de eleições majoritárias. Até mesmo em momentos agudamente difíceis, muito mais do que agora. Nós estamos, agora, celebrando uma parceria fortíssima. Em 2014 nós fomos sozinhos e tínhamos nos gestos vibrantes de Raniery, a defesa incondicional de Roberto Paulino para que nós tivéssemos candidatura própria, quando nós tivemos no nome do senador Vital do Rêgo Filho. Mas, enfim, na paz ele desejou sair e é desta forma que eu vou conduzir.”

Fonte: clickpb.com.br

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

João prega “compromisso” com Lula para definir chapa

qui mar 3 , 2022
O governador João Azevêdo (PSB) sugeriu na manhã desta quinta-feira (03) unidade entre os dois integrantes que vão lhe fazer companhia na chapa majoritária para as eleições deste ano. O gestor afirmou que os prováveis candidatos a vice-governador e senador deverão manter a mesma defesa, ou seja, de voto no […]

Instale o Radiosnet em seu celular. Nova opção para ouvir nossa rádio